"Podes dizer-me, por favor, que caminho devo seguir para sair daqui?
Isso depende muito de para onde queres ir - respondeu o gato.
Preocupa-me pouco aonde ir - disse Alice.
Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas - replicou o gato."

Lewis Carroll






domingo, 11 de abril de 2010

Questionamento doloroso...

Eu Não Entendo
Nenhum de Nós

Composição: Thedy Corrêa

Por que você não disse que viria?
Logo agora que eu tinha
Me curado das feridas
Que você abriu quando se foi
Por que chegou sem avisar?
Eu queria tempo pra me preparar
Com a roupa limpa, a casa em ordem
E um sorriso falso pra enganar

Eu não entendo a sua volta
Eu não entendo a sua indecisão
Num dia sou o seu grande amor
No outro dia não, não, não

Por que a surpresa da sua volta?
Justo quando eu tento vida nova
Você vem pra perguntar
Se tudo que eu sentia acabou
Você até parece um vício
Que largar é quase impossível
Exige muito sacrifício
E quando eu me considerava limpo
Vem você pra me oferecer mais
Vem você pra me oferecer mais,mais, mais!

Eu não entendo a sua volta
Eu não entendo a sua indecisão
Num dia sou o seu grande amor
no outro dia não...

ALGUÉM JÁ PASSOU POR ISSO? AONDE ESSA ENROLAÇÃO ACABA? haushaus

Um comentário:

Antônio disse...

A primeira pergunta que eu me faço é: acaba?

"Num dia sou seu grande amor, no outro dia não..."

As indecisões da vida, as nossas, as dos outros, elas machucam. E, quanto mais o tempo passa, menos aprendo a lidar com elas. A segunda pergunta que faço é como consigo levantar após cada tombo. E a terceira, talvez a que mais me anseie resposta, é se realmente alcançarei a paz ao lado de um amor verdadeiro um dia...

Mas, como a vida é movida a questionamentos, ainda prefiro pensar que estou no caminho certo. =)

Gostei muito da tua escrita, me fez refletir.

Boa semana!